O Arquivo Ártico Mundial

A história

O Arquivo Ártico Mundial resulta de uma colaboração com a Store Norske, uma empresa de mineração estatal norueguesa baseada em Svalbard. Nossa inspiração é o trabalho realizado pelo Arquivo Mundial de Sementes, implementado para proteger as sementes de todo o mundo, com o objetivo de criar um ambiente de preservação ultrasseguro.

Store Norske contou com recursos e facilidades para nos ajudar a transformar a ideia em realidade. Eles nos forneceram acesso a uma antiga mina já explorada, onde o Arquivo Mundial de Sementes foi inaugurado em 1984.

Svalbard é uma ótima localização por vários motivos. Situado entre a Noruega continental e o Pólo Norte, Svalbard é um arquipélago sob a soberania norueguesa. O Tratado de Svalbard de 1920 declara que é uma zona desmilitarizada_ sem atividade militar. O tratado é assinado por 43 países, incluindo os Estados Unidos, Rússia e China.

A proteção ambiental é imperativa em Svalbard, e o Arquivo Ártico Mundial atende a todos os requisitos. O clima ártico com permafrost é perfeito para o armazenamento a longo prazo de filmes. Nós podemos literalmente colocar o filme na prateleira e deixá-lo lá por centenas de anos, sem necessidade de eletricidade ou outra intervenção humana.

Em março de 2017, o Arquivo Ártico Mundial foi oficialmente aberto. Os Arquivos Nacionais do Brasil e do México, e os Arquivos Digitais Inter Municipais da Noruega (KDRS) foram os primeiros a depositar dados no Cofre. A inauguração foi divulgada por meios de comunicação em todo o mundo, incluindo CNN, TIME, Huffington Post, The Verge e  World Economic Forum.

O Arquivo Ártico Mundial está localizado na mina 3 em Svalbard. A mina pertence ao estado norueguês através da empresa Store Norske.